Amescla (Breu branco) - Conheça suas origens e usos!

SOBRE O BREU BRANCO (amescla)

O Breu, Protium heptaphyllum, ou amescla, é uma árvore da família Burseraceae, nativa de quase todo o Brasil, especialmente de ambientes arenosos ou úmidos, é fácil de encontrá-la da Amazônia até a Bahia e na mata Atlâ mistas destinadas ao repovoamento vegetal de áreas degradadas de preservação permanente.

Essa espécie arbórea, atinge em média 18m de altura, tronco espesso de 50 a 60 cm de diâmetro na base, e é conhecida pelos nomes breu branco, breuzinho, amescla, almécega, breu branco do campo, breu branco verdadeiro, almécega vermelha, almécega brava, breu jauaricica, elemi do Brasil, erva feiticeira,  icica e muitos outros. Possui uma casca vermelha escura que é de onde é exsudada, por incisão do tronco, a preciosa resina branco esverdeada, de aroma agradável, que endurece ao entrar em contato com o ar. 

Utilizações da Amescla

A resina é utilizada na fabricação de vernizes, tintas, na calafetagem de embarcações, em cosméticos e em repelentes de insetos. A madeira é moderadamente pesada e fácil de trabalhar, por isso é utilizada na marcenaria, carpintaria, caixotaria e construção em geral. É ótima para carvão e adequada para reflorestamento de áreas degradadas, paisagismo, cercas vivas e sombreamento de meliponários. 

Em algumas regiões do Estado da Bahia, meliponicultores utilizam a resina como calmante de enxame de abelha uruçu (M. scutellaris). 

A resina do Breu Branco, é um tipo de incenso natural, utilizado nas industrias de cosmética e farmacêutica, bem como em rituais. 

suas propriedades são similares à seu análogo, olibano que tambem vem da familia burseraceae. 




EFEITOS E USO 


Suas cascas e folhas são amplamente empregadas na medicina popular em todo o brasil como hemostáticas, cicatrizantes, anti inflamatórias, e utilizadas para o tratamento de úlceras, gangrenosas e inflamações em geral, embora não haja muitos estudos científicos sobre eficácia e segurança da administração das cascas e folhas.

Algumas tribos Indígenas da Amazônia utilizam sua resina como descongestionante nasal nasal nos casos de resfriados fortes, outras tribos utilizam para aromatizar a coca com sua fumaça. É também utilizada como incenso em atos religiosos da igreja católica, especialmente em locais onde cresce essa árvore é comum. 


A resina é oleosa e amorfa, utilizada como anti-inflamatório, analgésico, cicatrizante e estimulante. Indicado para obstruções das vias respiratórias, bronquite, tosse e dor de cabeça. De acordo com a literatura, o breuzinho possui indicações terapêuticas como cicatrizante e expectorante e também ação antiulcerogênica e anti-inflamatória comprovadas.

 

EFEITOS ADVERSOS E CUIDADOS 


A inalação de fumaça excessiva, de qualquer tipo, é maléfica para a saúde, por isso lembre-se se fazer a queima do incenso em local com boa circulação de ar. E também como toda fumaça, a inalação da fumaça é contra indicada para gestantes e lactantes.


NOSSO PRODUTO


Nossa amescla vem de uma produção  certificada diretamente de uma cooperativa do estado do Pará. Produto de qualidade feito com responsabilidade e respeito à natureza.

CARVALHO, P.E.R. Espécies arbóreas brasileiras. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica; Colombo: Embrapa Florestas, 2006. (Coleção Espécies Arbóreas Brasileiras, v.2). 

LORENZI, H. e ABREU MATOS, F.J. Plantas Medicinais no Brasil - Nativas e exóticas (2002). SP: Instituto Plantarum de Estudos da Flora Ltda.

https://www.ppmac.org/content/amescla 

Deixe um comentário